Sugestão de leitura: O Código da Inteligência

01-03-2019

Esta semana, trago Augusto Cury. Este livro descreve os códigos da inteligência, as armadilhas que bloqueiam a inteligência e a saúde psíquica e como alcançar a excelência em todas as áreas da vida.

São oito, os códigos da Inteligência de Augusto Cury. O primeiro código refere-se ao eu enquanto gestor da mente humana;  no segundo, apresenta a autocrítica no sentido da autoavaliação e a procura em corrigir-se e refletir sobre as suas ações; no terceiro, a resiliência e a capacidade de sobreviver às intempéries da existência; segue com o altruísmo como a capacidade de se colocar no lugar dos outros; apresenta o debate de ideias como a base para o processo de formação de pensadores; a importância do código do carisma surge como a capacidade de encantar e de surpreender os outros; a intuição criativa como o penúltimo código que liberta o imaginário; e, por fim, o eu enquanto gestor da emoção.

O autor descreve ainda quatro armadilhas que bloqueiam a inteligência e a saúde psíquica: o conformismo; o "coitadismo"; o medo de reconhecer os próprios erros e o medo de correr riscos.

O pensamento é uma grande ferramenta, mas a arte de pensar é um processo de aprendizagem constante.

Boas leituras,

Cristina Pinto