Porque não consigo passar à fase da entrevista?

13-09-2019

Procurar emprego exige tempo e dedicação. É importante criar uma estratégia na busca de uma nova oportunidade de trabalho. Não basta enviar muitos currículos, é preciso enviar bons currículos, e de preferência, para boas empresas.

Recentemente disseram-me "O meu marido já mandou mais de 100 currículos e não consegue nada." Foi a pensar em casos como este que procurei as causas de uma situação que também pode ser a sua, não conseguir a oportunidade de uma entrevista.

No artigo 12 regras para redigir um bom currículo menciono a importância do currículo para criar a oportunidade de uma entrevista, mas acredito que um bom currículo pode não ser suficiente se:

1. Tiver falta de foco na função a que se candidata

  • Estar disponível para várias áreas, não é o mesmo que estar disponível para todas as áreas. Não perca tempo em candidaturas que não deseja trabalhar. Defina exatamente aquilo que está disponível para fazer. Pode ser apenas uma área ou podem ser três ou mais, mas para cada uma delas deverá preparar um currículo diferente. Dá trabalho, mas não é isso que procura?

2. Existir pouca oferta na área pretendida

  • A área a que se está a candidatar está a recrutar? Existe oferta de emprego para a área que procura? Se optou por uma candidatura espontânea numa área com pouco recrutamento, talvez não o chamem para a entrevista. Analise o mercado e observe em que áreas há mais anúncios de emprego. Quais são as competências e experiências que são pedidas? Candidate-se numa área em que é competitivo e diferencie-se da concorrência. Destaque as suas melhores qualidades e competências. Não tenha medo da concorrência nem espere pela sorte. O mercado pode precisar daquilo que sabe fazer muito bem.

3. Transmitir desespero

  • Se demonstrar que está em desespero, para conseguir o emprego, certamente, vai anular a sua candidatura. Os empregadores não contratam por pena, contratam pelas competências, experiência, disponibilidade ou vontade em aprender e crescer. Demonstre segurança e evite transmitir desespero no currículo ou carta de apresentação. Se chegar à entrevista mantenha-se confiante, mas não arrogante.

4. Não conhecer o empregador

  • Pesquise sobre o empregador. Quem são os seus colaboradores? Quais os valores da empresa? Quem é o recrutador? É para ele que vai ter de escrever. Use as redes sociais e pesquise, pesquise e pesquise.

5. Enviar um currículo medíocre 

  • Se é preciso olhar para os pontos anteriores, não deixe que o currículo seja o problema. Observe bem se o seu currículo está atualizado, sem erros de ortografia e bem sintetizado. Se receia arriscar num modelo com um design mais criativo, escolha um modelo mais tradicional.

O seu currículo não pode ser apenas mais um. Não envie currículos em quantidade, envie em qualidade. Se enviou 58 currículos em 3 dias, reveja tudo novamente.

Bom trabalho!

Cristina Pinto