Errar é humano

25-01-2019

Tenho a certeza que já ouviu esta expressão vezes sem conta, mas o que ela significa de fato. Como reage quando erra? O que faz quando vê alguém a cometer um erro?

Em primeiro lugar quero dizer-lhe que errar pode ser bom. Pode parecer estranho, mas se errou significa que tentou alguma coisa. O erro faz parte de um processo de aprendizagem e é com ele que podemos aprender a fazer bem. No entanto, há diversas formas de reagir quando se percebe que errou. Veja com qual reação se identifica.

Entra em pânico

Quando percebe que errou, tenha calma, não entre em pânico, (acho que não se devia dizer isto a uma pessoa que entra em pânico facilmente) respire fundo porque o mundo não vai acabar por ter errado. Eu sei que pode estar em causa a sua credibilidade, mas esta é aquela altura para pensar profundamente na frase "Errar é humano e corrigir é de sábio." Veja o lado positivo do erro que cometeu. Se for possível, só tem de corrigir o erro e eventuais danos que possa ter provocado. Fique com a aprendizagem e livre-se de sentimento de vergonha ou de remorso. Todas as pessoas erram e você não é exceção.

Fica Indiferente


Pior do que errar, é não assumir um erro. Seja por falta de humildade ou por excesso de arrogância, muitas pessoas não reconhecem os seus erros nem os danos que causaram com essa atitude. Minimizam os efeitos dessa ação e não conseguem ser empáticos. Se é o seu caso, tente colocar-se no lugar da pessoa que saiu prejudicada com o seu erro.


Culpa os outros 

Até pode perceber que errou, mas não tem coragem de o assumir perante os outros. Tem medo das consequências e/ou quer manter a sua imagem de perfecionista. É mais fácil atribuir a responsabilidade a outros ou encontrar um bode expiatório do que assumir um erro. Tal como no exemplo acima, é importante ter uma atitude empática e tentar imaginar o que o outro sente.


Assume o erro

Esta é uma reação de grande maturidade. Revela um exercício de análise e de autoconhecimento. Reconhecer que errou, é o primeiro passo para corrigir um erro e para prevenir futuras situações. 


Estas poderão ser algumas das reações possíveis quando se erra, mas quando o erro não é seu, como reage? 

Faz troça

Muitas pessoas gozam com os erros dos outros, como se tivessem a certeza que jamais errarão. Pense como se sentiria se fosse consigo. Como gostaria que os outros reagissem se cometesse um erro? 

Ignora

Já lhe aconteceu fazer de conta que não percebeu o erro de outra pessoa para que ela não se sinta fragilizada? Se a pessoa não tiver consciência do erro, não o vai poder corrigir. 

Oferece ajuda

Caso a pessoa não perceba que errou pode, de um modo assertivo, fazer uma chamada de atenção. Acredite que ela ainda lhe vai agradecer. Caso possa e saiba, porque não oferecer ajuda para resolver a situação?


Como corrigir um erro

  • Assuma o erro: se percebeu que errou, assuma essa responsabilidade.
  • Peça desculpa: por vezes os nossos erros têm efeitos colaterais. Se o seu erro prejudicou alguém, peça desculpa.
  • Reflita sobre o seu erro: há sempre uma aprendizagem a ser retirada. O que aprendeu de novo?  
  • Analise as causas do erro: é importante perceber o que o levou a cometer aquele erro para que evite comete-lo novamente. Identificadas as causas, talvez possa corrigir problemas a montante. 
  • Partilhe o que aprendeu: apesar de todos sabermos que errar é humano, é muito difícil assumir com leveza os erros cometidos. Vivemos numa sociedade com sede de perfecionismo. Talvez a sua história possa ser um exemplo para outras pessoas que se sentem as únicas errantes. 

É a errar que crescemos. Se o erro for olhado como uma oportunidade em vez de um fracasso talvez perca menos tempo a "chorar sobre o leite derramado". Veja este vídeo "Como aprender com os erros? A capacidade de ver a solução no problema", da Monja Coen, que nos fala da capacidade que o ser humano tem em evoluir e de se transformar.

Até ao próximo artigo!

Cristina Pinto