4 Tipos de currículos: descubra qual a melhor opção para si

14-12-2018

Na maioria dos currículos, a informação é apresentada de forma cronológica, mas saiba que existem outras formas de estruturar um currículo. Dependendo do seu percurso profissional ou do seu objetivo, veja qual a opção que vale a pena escolher.

Redigir um currículo não é só apresentar uma pequena história profissional de forma sintética. A estrutura deste documento deve ser adequada ao candidato, de forma a contar uma história coerente e convincente, capaz de realçar as suas competências e fazê-lo saltar para a cadeira do entrevistado. Veja quais os aspetos que são realçados em cada tipo de currículo:

Currículo Cronológico

As experiências são apresentadas de forma cronológica, normalmente da mais recente para a mais antiga, ou mais raramente, de forma inversa, da mais antiga para a mais recente. É o tipo de currículo mais utilizado, pois permite uma leitura rápida e fácil de analisar. 

Para quem

Muito adequado para pessoas com um percurso profissional estável e de ascensão. Não é aconselhável para pessoas com longos períodos de desemprego ou muitas experiências de curta duração.

Currículo Funcional ou Temático

Ao contrário do tipo cronológico, este tipo de estrutura destaca as competências adquiridas, independentemente do período a que diz respeito. Omite informação não desejada como momentos de desemprego ou falta de experiência.


Para quem

Adequado para candidatos sem experiência e para quem teve vários períodos de inatividade ou mudanças frequentes de emprego. Se pretende mudar para uma área que não tem experiência, pode salientar as suas competências e aptidões com o currículo funcional.


Currículo Combinado ou Misto

Tal como o nome indica, é a combinação do currículo cronológico com o funcional. Pode parecer confuso misturar dois tipos tão diferentes, mas o segredo está em estruturar primeiro o currículo de modo funcional. Depois de agrupar a informação por competências ou experiências semelhantes, organize-as cronologicamente. Não sendo um formato standard, tem de ser elaborado de modo a não deixar a sua leitura confusa.

Para quem

É um modelo adequado para candidatos que querem iniciar uma nova carreira, para quem trabalhou em áreas diferentes e pretende salientar determinadas competências. Um trabalhador que também já foi empresário, de modo descontínuo, pode agrupar essas experiências e destacar as suas capacidades de gestão, liderança, autonomia, etc. 

Vídeo Currículo

Sim, é um currículo apresentado em vídeo. Mas atenção, nada de improvisos! Prepare um texto que sirva de guião para salientar as suas competências e experiência. Aquilo que diz tem de ser coerente com a maneira como comunica e com a sua expressão facial. Não deve ser muito longo (cerca de dois minutos) e tem de ter alguns cuidados como o espaço da gravação, a iluminação, a qualidade do vídeo e a sua apresentação. Pode utilizar imagens, animação ou música que ajudem a passar a informação desejada. Inspire-se com o currículo muito criativo da Cristina Castro que nem precisou de abrir a boca.

Para quem

Excelente para candidatos que se expressem bem oralmente e que se sentem à vontade a falar para uma câmara. Não é um modelo fácil, mas é desafiante. Se não conseguir um bom resultado, tente de novo, para não desperdiçar uma oportunidade. 

Um currículo deve ser redigido com tempo e adequado à função a que se candidata. Peça a amigos e familiares que leiam o seu currículo antes de o enviar. Dedique tempo na forma como se vai apresentar ao recrutador, para não desperdiçar a oportunidade de o conhecer.

Cristina Pinto